Clique no seu signo e veja o que os astros revelam pra você





sábado, 2 de junho de 2018

Veja só! Com venda de picolés e acessórios, baiano junta R$ 8 mil em moedas e realiza sonho da casa própria

(Foto: instagram)
O baiano Jonas Santos da Costa, 28 anos, nascido e criado no Subúrbio de Salvador, é exemplo de superação e determinação nas redes sociais. Vendedor ambulante desde 2016, o jovem conseguiu realizar recentemente o sonho da casa própria ao juntar o valor de R$ 8 mil, em moedas, com a venda de picolés, chocolates e acessórios para celular na estação da Lapa, na capital baiana.

Comecei a vender água mineral, por dois meses, depois comprei uma caixa e passei a vender picolé, aí no período da chuva eu resolvi vender chocolate e cocada e agora estou vendendo acessórios para celular”, conta Jonas, que vem de uma família com três irmãs.

O valor guardado, em moedas de um real, foi fruto do trabalho durante um ano e seis meses, e rendeu a Jonas a entrada da casa própria, localizada no bairro de Pernambués. “Consegui juntar o dinheiro e dei entrada para comprar a casa, e agora vou pagar as prestações durante dois anos. Atualmente, moro em uma casa que meu pai me deu. No momento, estou mobiliando aos poucos a casa que eu consegui comprar. Já botei piso nela toda. Comprei TV, papel de parede”, relata.

Quando o assunto é faturamento com as vendas, Jonas conta que não tem um valor exato por mês. “Varia muito. Normalmente o que eu ganho eu pago as contas, tipo água, luz, compro algo pra mim, me alimento e o resto vou juntando e quando chega no fim de semana estou com R$ 400, R$ 500 na mão. Tem semana que o retorno é bom, tem semana que nem tanto. Por isso eu procuro administrar meu dinheiro. Não é tudo que eu ganho que eu gasto”, reforça.

Mesmo se destacando pelo estilo adotado para sair às vendas, ao ser questionado sobre preconceito Jonas relata que por muitas vezes já foi discriminado. “Várias vezes ao entrar no ônibus as pessoas olham de cara feia, e olhe que sempre me arrumei pra trabalhar. Já aconteceu também de as vezes quando eu saia do trabalho e entrava em alguma loja pra comprar algo pra mim, vendedores ficarem me olhando de cara feia, achando que eu não ia poder pagar”.

O vendedor ambulante ainda relatou ao Varela Notícias que tem outro sonho além do já realizado com a compra da casa. “Meu sonho agora é colocar um ponto para eu vender os acessórios. Já vendo pelo Instagram, com o perfil Jhones Acessórios. E, no momento minha vontade é continuar trabalhando pra mim mesmo. Quero crescer profissionalmente nessa área de assessórios, ser um microempreendedor, gosto de vendas, de estar diariamente com o público. E, tudo acontece quando a pessoa quer, se eu colocar uma coisa na cabeça, eu sou uma pessoa muito determinada e consigo”, conclui.

Nenhum comentário: