Clique no seu signo e veja o que os astros revelam pra você




domingo, 12 de março de 2017

Vitória da Conquista terá ‘Ronda Maria da Penha’


Em Vitória da Conquista, uma das reivindicações dos movimentos de luta pelos direitos da mulher é a implementação da Ronda Maria da Penha (RMP), iniciativa possível pela cooperação das secretarias baianas de Política para as Mulheres e de Segurança Pública, junto à Defensoria Pública, o Ministério Público e o Tribunal de Justiça. Na manhã da última quinta, 9, em reunião itinerante do Pacto Pela Vida (PPV), ocorrida em Conquista, o governo estadual atendeu à reivindicação do deputado Fabrício Falcão (PCdoB) e aprovou a Ronda para o município. 
 
O deputado, presente na reunião, explicou que se trata de uma demanda de seu mandato e da vereadora conquistense, Nildma Ribeiro (PCdoB). “Depois de uma luta e a pedido nosso, conseguimos esse importante avanço para o combate à violência contra a mulher. Estou muito feliz e agradeço ao governador Rui Costa por nos atender. É emblemático que isso aconteça hoje, nove de março, porque ontem, Dia Internacional da Mulher, a Marcha das Mulheres usou a tribuna da Câmara de Vereadores para cobrar a Ronda. Vamos acompanhar de perto a implementação do projeto e lutar por outras ações como a construção da Casa Abrigo para mulheres vítimas de violência”, explicou Fabrício.

A Ronda Maria da Penha, além de Salvador, já chegou aos municípios de Juazeiro, Paulo Afonso e Feira de Santana. O projeto prevê cooperação mútua entre os órgãos envolvidos para promover: a capacitação de policiais militares que executarão a ronda, além da qualificação dos serviços de atendimento, apoio e orientação nas ocorrências policiais envolvendo mulheres vítimas de violência doméstica, para prevenir e reprimir atos de violações de dignidade do gênero feminino no enfrentamento à violência doméstica e familiar; garantir o cumprimento das Medidas Protetivas de Urgência; a dissuasão e repressão ao descumprimento de ordem judicial; e o encaminhamento das vítimas à Rede de Atendimento à Mulher vítima de violência doméstica no âmbito municipal ou estadual. 


A iniciativa foi criada através do Termo de Cooperação assinado em oito de março de 2015 – Dia Internacional da Mulher -, em Salvador, pelas Secretarias baianas de Política para as Mulheres e de Segurança Pública, junto à Defensoria Pública, o Ministério Público e o Tribunal de Justiça.

Do Blog do Rodrigo Ferraz