Clique no seu signo e veja o que os astros revelam pra você

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Após dois anos, corpo de espanhola é encontrado no sofá de casa

Fotos: Reprodução/ El español
Àngela Gil vivia em Valdilecha , uma cidade de 3 mil habitantes, que fica a 40 km de Madrid. Desde outubro de 2013, a família de Àngela não sabia nada sobre o seu paradeiro. Então com 52 anos, a espanhola pediu a separação do marido, se afastou da família e foi morar sozinha. Sem receber amigos ou parentes, não tendo contato com nenhum vizinho, ela aparentemente faleceu de causas naturais há mais de dois anos. O problema é que ninguém, até o último dia 16 de março, havia percebido que Ángela estava morta no sofá da própria casa.
Bilhete deixado pela sobrinha de Àngela, em 2015  
 De acordo com o jornal El Español, em fevereiro de 2015, a sobrinha Sofía, de 15 anos, foi com o pai, cunhado de Àngela, até o local que ela morava em busca de notícias. Os dois bateram, gritaram, mas não foram atendidos e acharam que a mulher não estava em casa. Sofía resolveu deixar um bilhete: “Tia, é a Sofía. Não te encontramos. Estivemos aqui. Nos ligue, estamos preocupados”.

Uma irmã da espanhola também tentou contato, em 2014. Àngela já havia desaparecido por alguns meses, em 2011, por isso ninguém procurou a polícia dessa vez.

No condomínio onde morava, ela não mantinha uma relação amigável com os vizinhos. Certa vez jogou água nas escadas, ameaçou um morador e quebrou algumas lâmpadas.

Foi só há 10 dias que um amigo de Àngela resolveu procurar a polícia. A Guarda Civil arrombou a porta do apartamento e encontrou o cadáver em estado avançado de decomposição deitado no sofá.

Interior da casa de Àngela
Do Metrópoles

Nenhum comentário: