Clique no seu signo e veja o que os astros revelam pra você





quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Após recomendação do MP-BA, Uesb tem até domingo para ser desocupada

A reitoria da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), tem até o próximo domingo (20) para promover a desocupação pacífica dos campi de Vitória da Conquista, Jequié e Itapetinga, seguindo uma recomendação feita pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). O MP-BA havia dado um prazo de dez dias, a contar do dia 10 deste mês, para que o reitor negociasse a desocupação. Segundo a promotora autora da recomendação, Guiomar Miranda, a solicitação veio através de um grupo de alunos da Uesb que querem o retorno das aulas.
“Eles criaram um movimento ‘Libera Uesb’ e me apresentaram uma abaixo assinado com mais de sessenta assinaturas, além de uma solicitação por escrito”, contou a promotora. O prazo de dez dias foi estabelecido após uma reunião entre a promotoria do MP, a reitoria da universidade e representantes dos movimentos Ocupa Uesb e Libera Uesb, no dia 10. Na reunião, não houve êxito em negociar uma desocupação amigável. “Apresentamos duas propostas: uma em que os estudantes desocupariam de maneira pacífica, e outra em que eles continuariam as ocupações mas liberariam salas de aula e espaços administrativos para que as atividades pudesse voltar a ocorrer”, contou Guiomar. Segundo ela, os estudantes levaram as propostas para votação em assembleia, mas preferiram manter as ocupações como estão. Em nota, a Uesb informou que uma comissão de mediação foi designada pelo reitor, o professor Paulo Roberto Pinto Santos, para intermediar o funcionamento das atividades institucionais nesse período. Nesta quarta-feira (16), a comissão se reuniu com os estudantes que participam das ocupações para discutir o caso. De acordo com a Promotora Guiomar, caso a universidade não seja desocupada até o dia 20, a Promotoria de Justiça de Defesa da Educação irá entrar com ações civis públicas, podendo obrigar os estudantes a desocuparem a universidade.
Do Correio

Nenhum comentário: